Espera

posted in: Didaticos, poemas | 0

E o olhar estaria ansioso esperando e a cabeça ao sabor da mágoa balançando e o coração fugindo e o coração voltando e os minutos passando e os minutos passando… MORAES, Vinicius. Obra poética. Rio de Janeiro: J. Aguilar, 1968. … Continued

Aqui/Agora

posted in: Didaticos, poemas | 0

Eu me codifico e me computo. Descubra-me e me interprete: comunicação informação ruído… Eu tenho uma loucura nos meus olhos que às vezes querem ver mais do que podem. KURI. O negócio da pia. Rio de Janeiro: Cátedra, 1972. Disponível … Continued

Cidadezinha qualquer

posted in: Didaticos, poemas | 2

“Cidadezinha qualquer Casas entre bananeiras mulheres entre laranjeiras pomar amor cantar. Um homem vai devagar. Um cachorro vai devagar. Um burro vai devagar. Devagar … as janelas olham. Êta vida besta, meu Deus.” ANDRADE, Carlos Drummond de Poesia completa & … Continued

O Cântico da Terra

posted in: Didaticos, poemas | 0

(Hino do Lavrador) Eu sou a terra, eu sou a vida. Do meu barro primeiro veio o homem. De mim veio a mulher e veio o amor. Veio a árvore, veio a fonte. Vem o fruto e vem a flor. … Continued

Tecelã

posted in: Didaticos, poemas | 0

Dias e dias, semanas e meses trabalhou a moça tecendo tetos e portas, e pátios e escadas, e salas e poços.A neve caía lá fora, e ela não tinha tempo para chamar o sol. A noite chegava, e ela não … Continued

O violão e o vilão

posted in: Didaticos, poemas | 1

“Havia a viola da vila, a viola e o violão. Do vilão era a viola, e da Olívia o violão. O violão da Olívia dava vida à vila, à vila dela. O violão duvidava da vida, da viola e dela. … Continued

Ao desconcerto do mundo

posted in: Didaticos, poemas | 0

“Os bons vi sempre passar no mundo graves tormentos; e, para mais me espantar, os maus vi sempre nadar em mar de contentamentos. Cuidando alcançar assim o bem tão mal ordenado, fui mau, mas fui castigado: Assim que só para … Continued

1 2